Queria tanto estar mais por aqui do que tenho estado e já comecei três posts variados que serão sobre a cidade de Monte Verde, Minha festa de 50 anos, Paris, parte II… Sorry, mas a inspiração do momento é o que mudou na minha vida ao fazer 50 anos?

Bem… Esses dias coloquei no Snapchat e no Insta Stories que quando fiz 40 anos, no dia “seguinte” ja percebi que não enxergava mais tão bem… Exageros a parte (ariana gosta de exagerar) é a pura verdade!

Nos 40 algumas coisinhas mudam no corpo aos poucos, e como hoje em dia os 40 são denominados os novos 30, o peso foi nenhum.

E no dia seguinte dos 50, deu um negocinho esquisito depois da festa…

Uma certa vontade de fazer um balanço, tipo um imposto de renda emocional, espiritual, físico, mental, profissional, social, enfim, um balanço desse “meio século” que passou tão rápido.

Nao me sinto dijeituninhum com essa idade, seja fisicamente ou minha cabeça… Acho ótimo amadurecer e ir libertando de tantos rótulos que a juventude nos prende mas me sinto totalmente jovem e nem me arrisco a falar com qual idade me sinto pois nao tenho a menor ideia.

Ora com 15 quando converso com meu filhote dessa idade e me vejo nele em muitas coisas, nas dúvidas de adolescência, na insegurança de coisas óbvias…

Ora com 29 quando vejo meu gato do meio fabricando suas engenhocas e fazendo as brincadeiras que só ele faz …

Ora com 30 quando canto com meu filho mais velho enquanto ele nos encanta com seu talento que dedilha com tanta rapidez, que mal consigo acompanhar…

Com minhas sobrinhas me sinto na idade que elas tem cada vez que vêm experimentar uma roupa para uma festa ou uma fantasia pro carnaval ou mesmo passar uma tarde falando das dificuldades de ser “menina” nessa sociedade machista…

Porém, quando eu tento acompanhar as séries na Netflix ou tento colocar um novo aplicativo no celular, me sinto na pré-história…

Fazendo esse balanço da vida que passa como um cometa, amei ter feito 50 anos pois ao olhar para trás e ver o quanto valeu a pena cada dia vivido, cada tombo caído, cada levantada de supetão ou outras nem tanto então (Affff, que brega minha rima, mas estava sem querer e ai…), que me trouxeram frutos que me orgulho muito!

Até mesmo em cada ruguinha, cada marca do tempo e cada perda de tonicidade do maior órgão do corpo que é a pele, mas sinto que ganho tonicidade do mais importante órgão do corpo que é o cérebro!

Sim, 50 anos mudou muita coisa pra mim… A gente “enxerga” com mais clareza as coisas!

Costumamos passar esses primeiros 50 anos de vida cuidando dos outros, trabalhando, preocupados mais com o lado “de fora da vida” e agora acho que hora de “mergulhar pra dentro”, e preocupar mais em cuidar também de coisas que não caem, não passam, mas que podemos levar a qualquer lugar dessa vida ou da outra!

Uma coisa é certa, a gente aprende que ”AS COISAS SIMPLES DA VIDA, NOS DÃO FORÇA PRA VIVER’‘…

Essa poesia, cordel, que ouvi umas vinte vezes, recitada por Braulio Bessa, cheia de simplicidade e verdade, tem que ser colocada em prática nessa segunda fase da vida!

Eu amei e coloco AQUI , esse cordel que parece coisa de mineiro…

Banana do quintal de casa… Simplicidade e felicidade

Na verdade o que importa é a alegria de viver, aproveitar os pequenos momentos, porque a vida não começa aos 40, a vida começa realmente quando a gente quiser!

 

Compartilhe com seus amigos!

25 thoughts on “Faz diferença fazer 50 anos?

  1. Excellent beat ! I would like to apprentice while you amend your website, how could i subscribe for a blog website? The account aided me a acceptable deal. I had been tiny bit acquainted of this your broadcast offered bright clear idea

  2. O que mudou com os 50tinha?!
    Como tudo na vida, o pacote vem com coisas boas e outras nem tanto. O viço da pele, por ex., vai ladeira a baixo (e vai continuar indo…).
    Em compensação, segurança, amor próprio, liberdade e autoconfiança são medalhas merecidamente conquistadas através do trabalho diário e árduo de convivência com a pessoa q merece o nosso maior respeito: NÓS MESMAS!!!
    E para as demais insignificâncias, apertamos a tecla F…
    Bjkas,

    1. Ritinha, sabe que minha amiga fala (e eu concordo)que um dos nossos maires ganhos é a tecla f…. alem de todos esses que vc citou!!! bj e rumo ao infinito e além!!!

  3. Aninha, eu que estou batendo a bola na trave, penso como você.
    Não me sinto dijeitunenhum com 50 anos….
    E quando olho para trás também vejo que realizei pequenas grandes coisas, que me fizeram mutissimo realizada.
    E vamos que vamos, que nesta vida somos apenas passageiros prestes a partir….
    beijos

    1. o que importa no balanço geral é se valeu a pena os frutos colhidos ainda que a arvore esteja envelhecendo… bj Dany

  4. Adorei ! Belas palavras Aninha, que também me fizeram pensar! Fiz 50 em janeiro e tive o mesmo sentimento: fazer um balanço de tudo que vivi até hoje … e ainda tenho para viver … E me senti neste momento: voltando a cuidar mais de mim e curtindo muiiiito mais intensamente tudo ! Principalmente os amigos e as coisas simples da vida !

  5. Maravilhoso Ana, minha mãe escreveu uma vez pra mim, “o espaço tempo de uma vida não pode ser medido pela sua longevidade, mas, tão somente pela forma plena como é preenchido.” E é a pura verdade. Te admiro demais!!!

  6. Belíssimo texto, Aninha!!!! Foi aos 50 que tomei as melhores e mais importantes decisões da minha vida, foi aos 50 que descobri o quanto pequenas coisas nos trazem tanta paz e felicidade, que percebi que momentos especiais eram feitos de para curtirmos pessoas especiais, e não para desfilarmos os melhores looks, que o desapego nos eleva, e que não é o belo corpo, ou a perfeita elasticidade da pele que nos faz belas, mas aquilo que aprendemos a valorizar nesses 50 anos. E incluo aí, amigos!!!!

    1. Nossa Vivi, que lindo isso… Desapego por coisas e apego por momentos e pessoas que valem a pena!!! bjs

  7. Amei ,

    Nao vou ser repetitiva aqui pois aos 55 me sinto igual a você, transito na idade dos meus netos a do meu filho mais velho me sentindo uma igual …rsrs… mas quando chego nas tecnologias me sinto com 200 anos.

    Bjss

  8. Já faz um tempinho que cheguei aos 50 …
    Mas parece que foi ontem!
    Como também parece que foi ontem chegar aos 40 e assim a contagem regressiva chega rapidinho àquela menininha que eu era mas que também ainda sou.
    Acho que o meu balanço mais relevante foi pro volta dos 40 … e ali, muitas mudanças importantes aconteceram.
    Mas foi bárbaro mudar com maturidade o que já não cabia mais no meu caminho e é muitoooooooo legal perceber que mesmo quase aos 60, ainda há muita alegria, frescor, curiosidade, interesse, energia e vontade de viver todos os dias que amanhecem para mim (mesmo que o corpicho esteja diferente mas ainda assim, muito saudável!!!!!!).
    E que venham os aniversários para comemorarmos as boas coisas da vida !!!!!!
    bjsssss

    1. Mia, vc tem carinha de 40, corpinho de 40 e cabeça de qualquer idade que quiser pq tem a coisa mais importante da vida, sabedoria para viver, vc sabe curtir cada momento como se fosse o mais importante pois tudo seu prima pelos detalhes… dizem que Deus esta nos detalhes! bjs

  9. Linda, Ana!!! Linda e querida.
    Post muito bem colocado. Um tipo de catarse e que todas nós precisamos fazer.
    Somos humanas, Ana! HUM – ANAS!! Todas iguais e parecidas mas diferentes em determinadas características. Todas ANAS nos preocupamos muito e é isso que nos torna vivas! Nossas preocupações e vontade de estarmos melhores.
    Vivemos num tempo em que ter 50 anos é o novo preto básico. Está mega fácil. Então vamos aproveitar a deixa dos tempos novos e cair para cima de tudo que podemos com
    Muita vontade e muita criatividade. Porque afinal, os 90ventao precisam estar bem engajados na nossa programação . ???? Te amo!

    1. Nossa jaquelinda, vc sempre me surpreende!!!! Que encontro o nosso hein?! E espero que com sua ajuda eu chegue nos 90ventao curtindo o mundo afora!!! bjs my dear

Comments are closed.